Carregando...
Carregando...

Ataque em Vegas: Igreja Adventista repudia a violência

Postado em 02 de Outubro de 2017 ás 21:39

Brasília, DF… [ASN] A segunda-feira amanheceu com a notícia circulando nas mídias de todo o mundo: Ao menos 58 pessoas foram mortas e mais de 500 feridas por um atirador durante um show musical em Las Vegas, EUA, durante a madrugada. Foi o maior ataque a tiros já registrado na história norte-americana; justo hoje, quando o mundo deveria comemorar o Dia Internacional da Não-Violência.

O presidente da Igreja Adventista Mundial, o pastor Ted Wilson, prestou condolências às famílias das vítimas:

“(…) espero que saibam que, em meio a este caos, a família adventista do sétimo dia ao redor do mundo está orando pelas vítimas e seus familiares. Nós cremos que Jesus voltará em breve, e então a violência, o sofrimento e a dor irão findar. Que possamos nos apegar a esta abençoada esperança, e que Deus nos dê força e coragem enquanto buscamos ser Seus agentes de bênçãos neste mundo cada vez mais incerto”, declarou.

Violência no Brasil

O Atlas da violência 2017, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), apontou 59.080 homicídios no país em 2015. Isso equivale a 28,9 casos a cada 100 mil habitantes. 92% desse total eram jovens entre 15 e 19 anos. Outro dado da mesma pesquisa aponta que a cada 100 pessoas assassinadas, 71 são negras.

Para além dos homicídios estão incontáveis situações de violência que acontecem diariamente em todo o mundo, seja física, sexual, psicológica ou de qualquer espécie. A Igreja Adventista, por meio de ações e projetos, como o Quebrando o Silêncio, por exemplo, busca promover a conscientização pela paz e respeito entre os seres humanos.

“Os adventistas do sétimo dia repudiam todo e qualquer tipo de conflito”, afirma o presidente da Igreja na América do Sul, o pastor Erton Köhler. “Nós cremos que Deus criou o ser humano para viver pacificamente, mesmo com suas diferenças religiosas, políticas e ideológicas […] Nós não promovemos, não incentivamos, e de forma alguma apoiamos quem usa o terror como arma para se posicionar, sejam grupos políticos, sociais ou religiosos”, acrescenta.

Assista, abaixo, um vídeo em que o pastor Erton Köhler destaca o posicionamento dos adventistas contra o terrorismo:

Dia Internacional da Não-Violência

02 de outubro foi a data escolhida pela ONU para contemplar o Dia Internacional da Não-Violência. Ela remete ao nascimento de Mahatma Gandhi, em 1869, cuja luta pelo amor, respeito e justiça influencia movimentos pacifistas até hoje.

A data tem como objetivo promover a conscientização e a educação pela paz e exercício dos direitos humanos. Ela está embasada no princípio de que qualquer questão ou embate pode ser resolvido com diálogo e respeito entre as partes.

[Equipe ASN, da redação]

RÁDIO ADVENTO
Desenvolvido por rodrigoti